Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Jejum intermitente
14/09/2018 10:34 em LOCAL

A nutricionista bastense, Débora Zakimi, responde perguntas frequentes sobre jejum intermitente, em entrevista à rádio Capital.

Qual a função do jejum intermitente?

   Emagrecer. Na realidade, é quase inconcebível imaginar como alguém não emagreceria sem consumir comida. O jejum intermitente é a prática dietética mais antiga na humanidade e possivelmente a mais efetiva. Estudos recentes têm até mesmo comprovado que dietas baseadas em uma restrição calórica de 30% a 40% estão relacionadas a longevidade. Contudo, temos que ter muita atenção! O jejum intermitente pode emagrecer rapidamente, mas se não for seguido de forma correta, adequada e com orientação profissional, a longo prazo pode trazer o indesejado efeito sanfona. Tudo dependerá da sua alimentação e controle. O ideal é balancear quanto precisa comer para estar bem e obrigar seu corpo a queimar gordura corporal sem precisar recorrer à proteína, queimando, assim, massa magra (músculo).

   Alguns dos supostos benefícios físicos do jejum incluem: Maior concentração e clareza mental, perda de peso e gordura corporal, diminuição da insulina no sangue e níveis de açúcar, reversão da diabetes, tipo 2, aumento de energia, melhor queima de gordura, aumento no crescimento hormonal, diminuição de colesterol no sangue, prevenção de Alzheimer (potencial), longevidade (potencial), ativação da limpeza celular (potencial) através da estimulação autofágica e redução de inflamações.

Como o jejum intermitente deve ser feito?

   É importante começar lembrando que não existe a “melhor forma”, pela individualidade de cada organismo, e ressalto nenhuma mudança alimentar nem qualquer método de emagrecimento deve ser feito sem consulta e orientação de profissionais qualificados.O jejum não tem uma “duração padrão”. Pode durar quatro, doze ou vinte horas. Você pode jejuar uma vez por semana ou uma vez por dia ou uma vez por mês. Não há certo ou errado, há formas adequadas e inadequadas de fazer jejum e tudo depende do seu organismo e das suas necessidades.

Durante o jejum pode tomar água?

   Sim, assegure-se de manter seu corpo hidratado durante o jejum. Água é sempre uma boa escolha, seja com ou sem gás. Comece cada dia bebendo 250ml de água fresca para assegurar uma hidratação adequada no início do dia, você pode espremer um pouco de limão ou lima para dar sabor à água, se preferir, ou pode também adicionar algumas rodelas de laranja para fazer uma infusão de sabor e depois aproveitar essa “água de laranja” ao longo do dia.

Quem pode e quem não pode fazer?

   O jejum é contraindicado para diabéticos, doentes crônicos, gestantes e lactantes, pessoas com baixo peso, crianças e adolescente, idosos e pessoas que tomam medicamentos controlados. Iniciar uma transformação desse porte sem orientação médica pode levar a problemas de saúde extremamente sérios e por sua vida em risco, que envolvem fraqueza, cefaleias, sonolência, hipoglicemia, desmaios, desidratação, dificuldades de concentração, desnutrição e até mesmo síndromes mais graves em casos complexos de jejum prolongado. Pessoas que consomem medicamento controlado devem consultar um médico especialista antes para averiguar a possibilidade de fazer o Jejum Intermitente e a eventual necessidade de adaptar a medicação.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!